Buscar

Santo André promove diálogo com construtores para desburocratizar regularização de obras

Fonte: Portal VGV

A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, realizou dia 13 de setembro encontro com representantes da Regional do SindusCon-SP e empresários da construção da cidade para debater possibilidades para aprimorar o processo de regularização de obras na cidade.


A reformulação do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) foi um dos assuntos de destaque, trazendo à tona diálogos como formas de mitigação de obras que causam maior impacto, visando o desenvolvimento de um formato mais claro, objetivo, simplificado e justo para os empreendedores e para o município.

“Pretendemos eliminar os entraves burocráticos, facilitando a vida de quem está investindo em Santo André, inclusive buscando criar um comitê único de aprovação de projetos para facilitar o encaminhamento das demandas”, afirmou o prefeito Paulo Serra. Ainda segundo o chefe do executivo o segmento da construção civil proporcionou a geração de emprego e renda com 8 mil postos de trabalho e ainda oferece boa perspectiva de crescimento.

Plano Diretor

Na oportunidade, além de receber as demandas dos empresários com foco em investimento e geração de empregos no município, também foi apresentado ao público os encaminhamentos para a revisão do Plano Diretor e do programa “Santo André 500 anos”, planejamento para o futuro da cidade.

Durante o evento, o secretário Adjunto de Desenvolvimento e Geração de Emprego, Evandro Banzato, destacou as etapas do processo. “As premissas da revisão do Plano diretor, que se faz a cada dois anos, envolve algumas áreas da Prefeitura e, por isso, reforçamos que a proposta é dialogar cada vez mais buscando procedimentos mais ágeis, transparentes e eficientes. O foco então, além de criar bases para o novo Plano Diretor, é simplificar e corrigir inconsistências”, finalizou.

A partir deste encontro será realizada uma consulta pública eletrônica com uma ferramenta importante lançada recentemente pela Prefeitura. Até 20 de outubro, por meio do aplicativo COLAB a população poderá indicar como o plano diretor poderá ser melhorado. A previsão é que ainda este ano o texto seja encaminhado à Câmara Municipal.

A prefeitura realizou ainda audiência pública no Conselho de Planejamento Urbano (CMPU) para, presencialmente, dialogar com a sociedade civil sobre as alterações do Plano Diretor. O próximo encontro está agendado para 20 de setembro, no Conselho de Desenvolvimento Econômico (CMDE).