top of page
Buscar

Cultura e Planejamento integrados

Atividade será realizada na quarta (22) e quinta-feira (23) em parceria com a rede global CGLU e dialoga com programa ‘Santo André 500 Anos’

No início do mês (1º de março), a secretária de Cultura, Simone Zárate, e o secretário de Planejamento, Acácio Miranda, realizaram reunião para alinhar ações dos programas Cultura 21 Lab/Agenda 21 da Cultura com o Santo André 500 Anos. O Cultura 21 Lab será um diagnóstico das políticas culturais da cidade realizado em parceria com a Comissão de Cultura da rede CGLU (Cidades e Governos Locais Unidos). Já o Santo André 500 Anos propõe uma série de iniciativas de médio e longo prazos para o desenvolvimento urbano, ambiental, humano e econômico do município até 2053 - data em que Santo André completa 500 anos. Ambos estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), da ONU.


“O diagnóstico que faremos no ‘Cultura 21 Lab’ permitirá identificar os pontos fracos, médios e fortes, especialmente das interfaces com outras áreas como Educação, Saúde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico. Isso permitirá fortalecer ações e corrigir caminhos, bem como enxergar a transversalidade da Cultura e sua contribuição fundamental ao desenvolvimento sustentável”, explica Simone Zárate, secretária de Cultura de Santo André.


“Esta integração dos programas da cultura e do planejamento é de fundamental importância para definirmos a cidade que queremos no futuro. O programa Santo André 500 Anos é a nossa principal peça de planejamento com a função de identificar ações e estratégias que permitirão construir um lugar melhor para todos”, explica Miranda.


Para Daniel Buissa, coordenador do Estudo Legal do SA500anos, há uma grande sinergia entre o Cultura 21 Lab e o programa de planejamento: “O diagnóstico e os compromissos formados a partir de um processo de escuta pública serão fundamentais para o planejamento de projetos e estruturação do Estudo Legal do Programa Santo André 500 Anos, sempre alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.


A Agenda 21 da Cultura existe desde 2004 e se constitui como o primeiro grande documento internacional que sistematiza a relação entre cultura, cidadania e sustentabilidade. Neste período, um grande número de governos locais, de agentes da sociedade civil e de organizações internacionais alinharam suas políticas e programas com o conteúdo da Agenda 21 da Cultura. A oficina de avaliação Cultura 21 Lab/Agenda 21 da Cultura de Santo André será realizada nos dias 22 e 23 de março, no Paço Municipal, com a coordenação da Comissão de Cultura do CGLU (Cidades e Governos Locais Unidos).

Comments


bottom of page